Cenário da Indústria Joomleira no Brasil

Written by | 01 August 2013 | Published in 2013 August
Diante de um rico cenário, a plataforma Joomla apresenta um crescimento considerável no Brasil, o número de admiradores e usuários está aumentando e o CMS ganha cada vez mais maior visibilidade. Não se tem dúvidas quanto ao crescimento da comunidade, mas qual seria o perfil real desses usuários e da comunidade ativa no Brasil? Com o intuito de mapear esses dados, Rogério Costa (@matofino), publicitário, atuante no mercado de Internet Marketing desde 2009 e facilitador de cursos da plataforma Joomla, reuniu esforços para atingir esse o objetivo e apresentar um visão geral sobre o perfil da indústria Joomleira no Brasil.

Sobre a pesquisa

Rogério idealizou e estruturou uma pesquisa exploratória inicial com aproximadamente 30 questões pontuais e fechadas acerca da utilização da plataforma. As questões abrangeram pontos importantes, entre eles podemos mencionar, perguntas técnicas, aprendizado, troca de informações dentro da comunidade, tipo de cliente e prestação de serviço, médias de valores cobrados por projetos, entre outras.  

A pesquisa foi realizada em Janeiro e Fevereiro de 2012 e envolveu a participação de 170 usuários no Brasil todo, e com os resultados obtidos, temos o primeiro mapa da indústria Joomleira no Brasil, que pode ser analisado sob vários aspectos.

Resumo da Pesquisa

Metodologia

Esta pesquisa foi totalmente suportada e estruturada dentro do Google Docs, foi disponibilizada e divulgada em vários canais parceiros, como por exemplo o JoomlaClube.com.br, LinkedIn.com e forum.joomla.org. O posicionamento, divulgação e método utilizado da pesquisa foram estrategicamente planejados, facilitando o acesso de usuários participantes no projeto.

Os resultados

Os dados coletados foram tabulados e transformados em gráficos para melhor entendimento deste cenário no Brasil, e começamos identificando os estados onde há maior concentração do uso da ferramenta no Brasil, são eles: Alagoas, São Paulo e Distrito Federal.

Alagoas e São Paulo apresentam um empate técnico entre 21% e 22%, logo em seguida temos Distrito Federal com 11% do usuários, os três somam um total de 54% dos estados que mais utilizam a plataforma.

A pesquisa revelou que grande parte dos usuários, cerca 65% trabalha com a ferramenta há três anos ou mais e cerca de 66% se diz autodidata no aprendizado e utilização da plataforma, 15% informou que aprendeu com algum amigo e apenas 19% buscou algum curso presencial ou online de aperfeiçoamento técnico na área.

A pesquisa revelou usuários que se sentem bem informados quanto o grau de conhecimento sobre os acontecimentos no universo Joomla, e quando o assunto se diz nível técnico, cerca de 73% dos entrevistados conhecem bem onde pisam e como podem buscar informações.

Já as áreas de atuação com maior concentração de usuários se dividem em criação com 17%, front-end com 16%, GP e Planner com 11% cada.

Áreas de Atuação

Os usuários são participantes ativos de comunidades, e os maiores canais de comunicação e troca de informações sobre a plataforma são o Joomla! Clube com 28%, seguido de 27% do Fórum Oficial e 25% de usuário participando por lista de e-mails, esse é sem dúvida um ponto mais do que positivo para a comunidade crescer ainda mais.

A quantidade de pessoas responsáveis pela plataforma dentro da organização é pequena, cerca de 41% dos entrevistados disseram que o trabalho em Joomla é feito por apenas 1 pessoa, e 47% entre 2 a 5 pessoas. Isso mostra a grande flexibilidade que a ferramenta oferece, não necessitando de muitas pessoas para administrar todo o conteúdo da página.

Os clubes são também muito utilizados, e atuam na venda de templates (layouts) prontos. O clube de maior utilização entre os usuários é o do Extensions Joomla! e ganha disparado na frente com 33% dos entrevistados, o Joomlart segue com 15% e o Gavick com 14%. Portanto, no âmbito de criação de layout podemos dizer que 85% dos usuários não contribui com melhorias para a ferramenta.

A pesquisa também apresentou alguns tipos de serviços que são oferecidos além do Joomla aos clientes, e mostra um leque variado:

  • 28% oferece serviço de atualização de conteúdo;
  • 24% de hospedagem; e
  • 28% de Social Media Marketing e links patrocinados.

A forma de prestação de serviços se apresenta informal atingindo 46% dos usuários, já o trabalho formal realizado na agência chega 23%, 17% atua como consultor independente, 10% são funcionários públicos e apenas 4% são contratados formais diretamente por empresas e organizações.

Como ferramenta de aprendizado e fonte de consulta, os usuários brasileiros utilizam Google, o fórum oficial do Joomla! e boa parte utiliza o contato direto com os colegas da comunidade para tirar dúvidas e aprender mais sobre a plataforma.

A maioria dos participantes, ou seja, cerca de 44% informou que os projetos são orçados entre R$ 1.000,00 (Mil Reais) e R$ 3.000,00 (Três Mil Reais), porém há um grande número oferecendo o serviço, cerca de 28%, na faixa de R$ 500,00 (Quinhentos Reais) a R$ 1.000,00 (Mil Reais), apenas 20% pratica valores entre R$ 3.000,00 (Três Mil Reais) e R$ 5.000,00 (Cinco Mil Reais), deixando 8% acima de R$ 5.000,00 (Cinco Mil Reais).

Preços Praticados

As extensões mais utilizadas entre os usuários são o JCE Editor com 19%, Akeeba Backup com 14%, K2 com 12% e VirtueMart, AllVideos e Simple Image Gallery todos com 10% cada.

Os problemas enfrentados hoje no negócio e que foram destacados na pesquisa, possuem duas grandes áreas. A primeira diz respeito aos preços praticados que são muito abaixo do mercado e aparecem no gráfico com 31%, as atualizações frequentes do CMS e das extensões e a falta de profissionais qualificados para usar a ferramenta ocupam o segundo lugar com 16% cada.

Para resumir e enfatizar um pouco o mercado do Joomla, os usuários responderam perguntas referentes as barreiras que eles enfrentam no uso da tecnologia e venda de serviço. Nas duas visões, o preços praticados no mercado desapontam, deixando um percentual de quase 40% de barreira ao precificar o seu trabalho, e em segundo lugar o cliente é o problema, pois não tem orçamento para pagar o trabalho, cerca de 25%.

Perguntamos também sobre a atividade anterior ao Joomla entre os participantes, e a maioria já trabalhava com TI, cerca de 28%, seguidos de 25% de Designers, 24% de programadores e apenas 14% eram estudantes.

Conclusão

No mercado cada vez mais mutante em que vivemos com oportunidades digitais pipocando de todos os lados, Copa do Mundo, Jogos Olímpicos, “o Brasil como bola da vez”, o Joomla começa traçar o seu caminho e passa a ser divulgado mais abertamente, porém a comunidade e todos os envolvidos com a tecnologia precisam trabalhar em conjunto para melhorar as práticas realizadas hoje no mercado.

A pesquisa apresenta dados muito importantes em relação às dificuldades de quem trabalha com a ferramenta, os usuários apontam a propaganda do software como um problema, que não favorece a reputação do Joomla.

A falta de qualificação profissional na área também é grande, a maioria disse que aprendeu sozinha ou foi orientada informalmente por alguém para utilizar a ferramenta, e essa falta atrapalha a divulgação, banaliza e subutiliza a plataforma, fazendo os preços caírem e os possíveis clientes, “prospects” sumirem.

O profissional atualizado e alinhado com as práticas e estratégias do mercado, faz toda a diferença na hora da contratação, simplesmente pelo peso do pacote de conhecimentos que oferece juntamente com seus serviços. Esse profissional pratica preços melhores no mercado e consegue concorrer de forma justa no mercado e isso é bom para a ferramenta.

É de responsabilidade da comunidade Joomleira mostrar do que é capaz, se profissionalizar, trocar informações, promover mais fóruns e debates para melhorar a divulgação do Joomla no mercado, a plataforma cresce, mas não com a velocidade e seriedade que deveria.

Agradecimentos

Agradeço a todos que responderam o formulário de pesquisa, aos que divulgaram, aos que criticaram e cobraram, Enfim... Agradeço a todos que compõem a "Indústria Joomleira no Brasil". Obrigado! ----- Rogério Costa

Links Úteis + Fonte de Dados

  1. Formulário utilizado para coleta de dados: http://goo.gl/jBr3U
  2. Resumo de dados em formato HTML: http://goo.gl/U7XPe
  3. Fonte de dados em formato Excel: http://goo.gl/oRc7i
  4. Apresentação PPT: http://goo.gl/Hu9pu
  5. Vídeo: http://goo.gl/p5lx6
  6. Post assinado por Rogério Costa: http://goo.gl/z0Wq0

Nota: Esse artigo está sendo publicado na Joomla Community Magazine a pedido de seu autor: Rogério Costa/@matofino

Related Video

Read 6015 times Tagged under Portuguese (Brazil)
Helvecio da Silva

Helvecio da Silva

Graphic and web designer, I use Joomla since 2005. Currently based in Rio de Janeiro, Brazil, I run my own design studio - HLVC Design - as a consultant in web and graphic design, Joomla, Wordpress, Online Social Media and Online Marketing. Passionate about my work and Joomla, I'm always eager to find more and more about the system and share my knowledge with the community. Visit my profile at http://volunteers.joomla.org/joomlers/helvecio-da-silva
- - -

Designer Gráfico e Web, uso Joomla desde 2005. Atualmente baseado no Rio de Janeiro, trabalho em meu próprio estúdio - HLVC Design - onde atuo como designer para web e gráfico, consultor em Joomla, Wordpress, Midias Sociais e Marketing Online. Minha paixão em aprender me leva a sempre conhecer mais a fundo o sistema e a compartilhar o que sei com a comunidade. Visite meu perfil em http://volunteers.joomla.org/joomlers/helvecio-da-silva